Mercúrio em Câncer e a Copa do Mundo em casa


Mercúrio em Câncer pensa dentro de nós por “outro cérebro”, na região abaixo do umbigo onde localiza-se o segundo chacra e onde dormem as emoções. Sejam elas presentes ou atávicas, é lá que borbulham ansiedades de alegria e tristeza.
O Mensageiro, como também é chamado o Planeta da Comunicação e Expressão, reinará no habitat natural da Lua por quase dois meses. Assim, é bom que você reconheça os sussurros do Céu nesse período.
Fantasioso, romântico e imaginativo, Mercúrio quando está nesse signo feminino, intensifica o lado emotivo e maternal do ser humano.
Pode acontecer de você sentir vontade de cuidar dos bem amados, das pessoas próximas e dos que considere carentes de seus cuidados.
Até aí tudo bem, só não esqueça que cuidar não é retirar a liberdade do outro e, por favor, lembre-se de cuidar e oferecer doses de carinho a si mesmo.
O VERBO de Mercúrio em Câncer é o SENTIR e em sua oitava superior, reveste-se de inteligência emocional onde a intuição criativa pode conduzir indiretamente à melhor decisão.
Mercúrio pode ser interpretado como a alma de um mapa natal e no caso, ele é que está dando o tom da “Alma do Céu”.
Uma forma de raciocinar desprovida da lógica cartesiana de análises frias e mecanicistas, a pessoa que é influenciada por um Mercúrio em Câncer nadará nas águas da subjetividade e será do tipo: " sinto, logo sei ".
Suas respostas estão em algum cálido lugar que circula entre as entranhas e o coração.
Profundamente empático, esse Céu nos flagrará em lágrimas a remoer saudades ou ressentimentos despertados em algum portal da memória.
E é provável que o brasileiro, apesar de todas as evidências contrárias, se ocupe em ser o melhor anfitrião possível aos gringos que chegarem para assistir aos jogos da Copa.
Afinal, Mercúrio está em Câncer e ninguém fala mal da minha casa e da minha família!

Mesmo porque, Júpiter (que rege o estrangeiro) também no signo do carangueijo, "expande" os cuidados e aumenta a "fé" de que tudo dará certo em casa.
Ja viu, né, não importa para onde esteja voltada a sua individualidade, não será de surpreender quem se sentir fazendo parte de uma grande família, se engajando sem culpa na torcida pela taça.
Saudosos dos gols de outrora, veremos muitos a empurrar com a barriga as desesperanças, a indignidade e as decisões que não foram tomadas com lisura pelos "cabeças" da Nação.
Não, o inconformismo não foi esquecido. Apenas adiado para que uma nova cara do Brasil se faça valer e possa emergir, nas eleições de outubro.
Que o Céu nos avise, nos direcione e nos inspire...
E que jamais deixe de ser Pai e Mãe para todos! 



Lua Nova em Gêmeos/Vênus em Touro


Ao terminar a lunação taurina nas sombras do amanhecer dessa quarta feira, a Lua se fará Nova, envolta nos sopros mercuriais de Gêmeos.
Em ares maleáveis um respiro repleto de possibilidades...
Porém, noite adentro, Vênus ingressa em Touro e é certo que trará exigências impregnadas das percepções do si mesmo.
Será promissor perceber onde reina sobre você o apego.
Onde e quando são as posses, os desejos, os ciúmes e os ressentimentos que o possuem, fazendo com que você deixe de pertencer a si mesmo.
E então tente exercitar o desapego como a melhor forma de bem viver.
Não, não é nada fácil! Contudo, é totalmente ilusório exigir qualquer espécie de garantia diante da impermanência do tempo. Se você nem sequer tem certeza de onde seus pés o levam, imagine então se apegar aos passos de seus bem amados.
A ideia a ser posta em prática, com a lógica e determinação taurina é a seguinte: se o amor é a própria vida, viva a sua com sabedoria!
Tudo ao que você se agarra com unhas e dentes em sua trajetória é efêmero. A posse de seu corpo, a guarda de seus filhos, a caminhada junto ao companheiro, o ambiente profissional em que atua, o lar que construiu.
Desapego é refinar a percepção de que você é o único responsável por alimentar sua alegria ou paranoia. A escolha é sua!
É claro que a vida que você vive é a própria expressão de sua individualidade na Terra e que as pessoas que estão contigo nessa jornada, são tão valiosas quanto você o é.
Portanto, se quiser viver com leveza, pegue leve!
Nunca considere suas conquistas como definitivas.(Plutão em Capricórnio) Tenha a humildade de agradecer o milagre de cada dia e reconheça as dádivas que recebe (Júpiter em Câncer), conectando-se aos níveis mais elevados de consciência que o trouxeram até aqui(Netuno em Peixes).
Você está sujeito aos efeitos de seus próprios pensamentos, sentimentos, hábitos e ações, muito mais do que a qualquer fator externo que possa acontecer e afetar a sua vida. (Saturno em Escorpião)
Pois não é o que lhe acontece e sim a forma que você reage aos eventos (Lua), que determinam seu ritmo de aprendizagem e crescimento na arte de viver.
Por isso o desapego é tão importante! Largue mão de pensares e sentires que te ponham pra baixo e encontre um universo de estrelas boiando na calma de sua fonte do ser.    
Perceba que não existe vida real como você a vê. Existe apenas a realidade de cada um.
A paixão pela vida não deveria nunca expressar-se como um sentimento de posse.
E sim de êxtase e gratidão pelo amor que aprendemos a dar e a receber em seus infinitos matizes de encanto.




















MENSAGEM DA LUA CHEIA: DESAPEGO



Lembra quando a Lua foi Nova em Touro, no eclipse de 29/04? E que você deu início a novos projetos, relevando o retorno seguro que eles trariam a seus desejos de estabilidade e bem viver? 
Lembra de descobrir que nada está sob controle e que a gente vai extraindo a estabilidade e o prazer das possibilidades de cada dia?
Pois é, não adianta procurar satisfação imediata e depois arrepender-se, de novo e de novo... nem se lançar com um rigor excessivo que lhe roube o riso.
A Lua cheia em Escorpião oposta ao Sol em Touro que agora pulsa dentro de você é a mesma lua em que Buda se iluminou. Também conhecida como a Lua de Wesak, traz a mensagem do desapego, mas também da compaixão.
Como pedir para o cachorro largar o osso, o belo desdenhar da beleza, o rico renunciar ao dinheiro e o amante a viver sem o amado?
O Céu está exigindo tão grandes sacrifícios? Não, não está.
Acontece que a Lua está conjunta a Saturno em Escorpião em oposição ao Sol em Touro.
Apenas pegue o que lhe cabe e solte as garras do que não é seu.

FELIZ DIA DAS MÃES!


Na tarde desse sábado, véspera do dia das mães, a Lua entra em Libra e ama a ideia de amar o amor!
Amar a mãe, por exemplo. Uma ideia amoral enquanto não é posta em prática, já que é apenas após a semeadura de uma ideia que se pode colher seus frutos.
Se pensarmos no conceito de causa e efeito, veremos que o motivo pelo qual se deve amar uma mãe é cristalino de tão óbvio.
Porém o efeito é pobre, no sentido de que, por mais que se tente, jamais se consegue amar uma mãe a contento.
Afinal, possivelmente, o filho é o fruto de uma ideia ou de um ímpeto amoroso. Doce ou amargo, docemente amargo ou amargamente doce, ele veio para receber e ela só lhe existe para dar - até o fim de seus dias.
Foi ela que o protegeu com o próprio corpo, quando seu coração era desprovido de pele e sua inocência a comovia. Foi ela que lhe deu o seio, o colo e as juras de amor eterno de uma forma que jamais amou nem sequer a seu pai.
E foi tecendo esse amor a cada sobressalto que o amor dava em sua alma, na calada da noite ou em plena luz do dia. A cada choro seu, febre, dor de barriga... a cada saber e não saber, brigar e fazer as pazes, e por todos os anos mal dormidos desde que você era semente.
E assim ela vem curando a sua vida nesse amor, sem que você se aperceba disso. E o seu amor a cura sempre que você lhe sorri com os olhos e o umbigo.
Ela ama ver você feliz! Mais que tudo na vida. Mas não se iluda. Embora as aparências enganem, uma mãe pode viver sem um filho enquanto o filho não vive sem levá-la nas entranhas.
É preciso amar a si mesmo para aprender a amar uma mãe verdadeiramente.
Sim, porque é ela agora que vive em seu corpo, seus traços, seu rastro, sua mente. E não há nada que você possa fazer a respeito, a não ser reconhecendo-a em seu coração.
Todas as vezes que a procurar na cabeça, nas feridas dálma, na culpa ou na mágoa, você se esquecerá de si e perderá o sentido da vida.
Toda vez que você a tiver no coração, honrando-a e passando adiante com gratidão e abundância, o dom da vida que ela lhe proporcionou, você encontrará a si mesmo.
Encontrará a vitória e as bençãos de sua vida.
Sabe porque amar a mãe é uma boa ideia?
Porque é a descoberta de que o Paraíso não pode ser perdido, já que é acessível a qualquer filho da Mãe.




Mandala de Oposições


A Lua entrou em Virgem se opondo a Netuno em Peixes.
No fluir e refluir de emoções, nem sempre a análise crítica leva ao discernimento, pela revolta e carga de julgamento que lhe impõe.
Às vezes é preciso manter a consciência no corpo como forma, pés no chão e plexo firme, e então entregar-se ao imponderável num ato além do alcance racional.
O ego se descabela, apegando-se ao sofrimento, enquanto a alma chora de saudade e encontra o consolo numa confiança que a transcende.
O Sol em Touro se opõe a Saturno em Escorpião.
Ainda que tudo pareça e esteja muito complicado lá fora, que dentro do coração habite o simples, o ritmo e a lealdade a princípios e propósitos edificantes. E que esses tenham fortes alicerces, para que não se quebrem com os ventos fortes, tanto da discórdia quanto da regeneração.
Vênus mais e mais se aproxima de Urano em Áries, ambos se opondo a um insistente Marte em Libra, desde março.
Diz-se que Marte em seu exílio é fraco e perde todas as guerras. Enquanto arquétipo da ação, competição e força da individualidade no mundo, Marte no signo da parceria, elegância e diplomacia, não é bem visto pelo imaginário coletivo. 
Porém, essa posição que ainda se fará sentir até o fim de julho, está mostrando seu poder no espelhamento que faz com Urano e agora com a Vênus, no signo do impulso e da liderança.
Urano é sempre a favor da revolução dos costumes, do novo e da quebra de paradigmas. Enquanto que Vênus, regente da beleza e harmonia de Libra, não perde de vista o guerreiro a sua frente, indeciso de qual será exatamente a guerra que irá entrar.
Como se tornará mais claro e veremos nos meses vindouros, uma Revolução do Amor vem tomando forma sem nenhuma elegância.
Ela nasce da indignação de todos que se sensibilizam pelo estado degradante do Planeta. Milhares de pessoas que estão fartas do modelo da pseudo superioridade de alguns sobre tantos.
A Revolução do Amor vem purgando o pus de feridas abertas que não querem mais permanecer ocultas. E enquanto Netuno e Quirón em Peixes, vem lavando as nossas dores, Urano sopra seu fogo purificador, para que não nos deixemos anestesiar.





CORAÇÃO ENCAPSULADO - COMO CARREGAR ESSA CRUZ?


Cuidado! O advento da Grande Cruz Cardinal desenhando-se no Céu há semanas, não pode tornar-se uma armadilha que arrebate seu ânimo, roube a sua força, provoque taquicardias e o paralise na indecisão e no medo.
Não permita que a negatividade invada o labirinto energético de que você é feito, gerando eventos desestruradores em sua vida.
Carregar o Céu como um peso no corpo não é uma atitude inteligente. Não lhe trará vitalidade e só fará aumentar os seus níveis de cortisol.
Não existe nenhuma conspiração divina que esteja afrontando o que você é, deixa de ser, ou deveria ter sido.
Se você embarcar nessa perspectiva, ela se tornará real, atuando como um catalizador negativo. Ela será uma “entidade” a exigir num tranco, que você processe a reconstrução de tudo o que é imperfeito e errante em sua vida.
Mas que conversa de maluco é essa?
Essa Cruz Cardinal não é algo projetado para o futuro, com o intuito de gerar ansiedade, pressão e confronto, para que você se torne algo diferente do que já é. Não!
Ela está acontecendo no seu hoje, enquanto você inspira e expira automaticamente. Essa cruz é uma oportunidade porque ela é e está em seu corpo - agora!
Basta que você se dê conta disso, apercebendo-se no exato instante em que lê esse texto, que o ato de respirar não faz de você um autômato. Mas um ser vivo. Que tem consciência. E que tem valor, unicamente por existir.
O ato de respirar pode envolver a sua atenção consciente e ser um exercício de gratidão. Afinal, a vida que está ao seu redor, dentro de você e em todo o espaço sideral, lhe foi dada como um presente. 
Um presente de amor!

Voltemos ao Céu de fora, trazendo-o para dentro e foquemos num outro aspecto celeste que, por não abarcar tanta tensão, não chama tanto a atenção como a Grande Cruz Cardinal, embora não seja menos emergente:
A Lua, Netuno, Vênus e Quiron estão em Peixes, em harmonia com Júpiter e Saturno também em signos do sentir.
Tal qual um poema tecido em delicadezas, nos versos subliminares da dança das águas, eis que a sacralidade do ser ressurge das dores e incompreensões que atraimos como co-criadores desse mundo.
Medite em seu Céu interior e harmonize-se com todo o Universo.
Diz o poeta que tudo vale a pena, se a alma não é pequena. Se renunciarmos a carregar o Céu como uma Cruz em nosso corpo, começando a duvidar de que o inimigo esteja fora da gente, a alma cresce, ganha voz e poder.
A resposta do labirinto que nos aprisiona na ansiedade e depressão está na incapacidade de vermos que sob todas as faces aparentes ou ocultas, o Amor impera e respira!
É preciso surfar na onda de que o Céu particular de cada um é de sua inteira responsabilidade. Ainda que estejamos sujeitos a tsunamis, a vida é boa e maravilhosa!






Lua de Sangue, sangremos pois.



Toda terça feira é dia de Marte, o dia do guerreiro, do herói em ação na luta da vida. Esta terça, porém, será o dia do anti-herói, já que os Céus proclamam um mínimo de ação e um esforço maior no acolhimento de emoções emergentes. Nosso universo sentimental está vulnerável e prestes a se derramar. 
Somando-se à cruz cardinal que se desenha há meses no Céu e onde Marte é um de seus vértices, temos ainda Júpiter, Urano e Plutão em cada um de seus lados, sustentando um nível sobre humano de tensão que vem pipocando nos 4 continentes e "cozinhando" um stress tal, que é como estar numa panela de pressão, prestes a explodir.
 No dia 15/04, mais precisamente às 1:15 da madrugada, teremos um eclipse lunar total. Esse fenômeno ocorre quando a Terra se alinha entre a oposição do Sol e da Lua e esta penetra no cone de sombra projetado pela Terra. Ao invés do máximo brilho da lua Cheia, teremos uma aparente escuridão.
A Lua se mostrará vermelha, exposta e nua, vertendo-se em sangue e conjunta a Marte nos tons e sobre tons vermelhos das paixões humanas. Já estamos sentindo, por vezes, uma dificuldade de racionalizar todas as mudanças que estão acontecendo dentro da gente. Emoções internas, por vezes incompreensíveis e que merecem respeito e cuidado. Voltar-se pra dentro é desmascarar o medo e ver-se completo em si mesmo e em harmonia com o todo.
Toda Lua Cheia representa o ápice de um ciclo que teve início com a Lua Nova. No caso, essa lunação ariana vem trazendo novos começos e com Urano nesse signo, também finais repentinos. Portanto, um eclipse é sempre uma oportunidade de olhar pra dentro, pois, como fica mais difícil racionalizar, só nos resta aguçar a percepção sensorial. Sentir, intuir, meditar e confiar. 
Acontece também, que estamos na semana vivenciada entre os cristãos como a Paixão de Cristo e no dia exato em que os judeus comemoram a Páscoa Judaica. Analogias ao fim do mundo, salvação dos pecados pelo sangue do cordeiro (Áries) etc, são simbologias que merecem uma nova leitura a fim de validar a entrada do novo. O desejo maior de uma era de maior consciência sobre a Terra. 
Precisamos questionar crenças obsoletas de diferenciação pelo sangue de raças, povos, religiões, etc, não apenas com as células cerebrais, mas com as entranhas do corpo. O corpo é mais sábio que os pensamentos que circulam no astral! 
Que Marte em Libra, cansado de guerra, possa nos inspirar a revolução do amor, para que prevaleça a consciência de uma única raça: a humanidade. (Vênus conjunto a Netuno em Peixes). 
Que essa e as outras Luas de sangue que virão ainda em 2015, possam simbolizar o lenitivo para essa sangria interminável que tem sido a disputa de egos sobre a Terra.
E que o encontro de almas seja de êxtase e alívio, após a explosão...

ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU

 A Lua no Céu quando em Gêmeos e em função de seu caráter volúvel e volátil, traz uma predisposição para a diversidade de ideias, nos lançando de encontro à superficialidade de apelos externos.
Em harmonia com a urgência de Urano em fogo e Marte e Vênus também em signos de ar, essa Lua estimula “neurônios de movimento” pela excessiva atração que temos de estar fora do si mesmo: ruídos, luzes, cores, ofertas de entretenimento e múltiplas possibilidades de escolha.
É prudente abandonar os pensamentos desnecessários e, se não der para ouvir o silêncio, expressar-se de forma honesta e não manipuladora.
As contradições e tensões do Céu de abril devem ser encaradas também de forma corajosa e positiva, já que nos obrigam a sair da zona de conforto e impulsionam o corpo a se mexer, o cérebro a funcionar e o espírito a se revelar.
Ao iniciar o final de semana, despe-se da dualidade e entra no domicílio de Câncer. Somos organicamente conduzidos a trazer sensações à consciência do ventre.
Júpiter expande a imaginação lunar, numa interação que revela o Sagrado Feminino e o buscar em si mesmo, o altar de um lar.
Entretanto, enquanto a Lua troca de pele e se opõe à Plutão em Capricórnio, o Senhor do Subconsciente espelha em nós a sombra do mundo e do imundo.
Agora, as individualidades podem se dar conta de que a responsabilidade de tudo e de todos cabe a cada ser inteligente em jornada sobre a Terra.
É tempo de curar tanto lamento. Permitir que a dor chegue, transforme e abandone. Descobrir que o sofrimento é opcional e deve ter um prazo de validade. Se dele não soltarmos as unhas, torna-se um modo miserável de se viver. Ou, o que é pior, uma escolha miserável de vida.
O que virá não pode ser mau, posto que é o despertar de um sono longo de omissão. E custe-nos o que custar podemos fazer do corpo a dança e a oração. Ascender a própria chama num coro de gratidão. No cósmico e no erótico, parir o amor profundo. Do âmago do imundo, honrar a alma do mundo.

NO PORTAL DO ANO - A TRAVESSIA



Na primeira fagulha do que será o rebento desse novo ano astrológico, vem a termo a forma explosiva da lunação ariana, na urgência dos quereres. Urano conjunto ao Sol em Áries, é o grito do ego coletivo que ousa desnudar a sua força. 
Plutão no signo do bode, urge a derrocada dos pseudo poderes. E Júpiter, grávido de lua, expande o quadro, agregando toda a família humana, num mesmo ardor por justiça, liberdade, amor, fraternidade...
Fogo inspirador aceso no crepitar de todos os inícios, Áries é o arquétipo do guerreiro que não foge a luta. Marte porém, exilado em Libra, é o guerreiro cansado de guerra que sente-se acossado, entre a espada e a rosa...Sua cruz é escolher qual das duas traduz os desejos da alma cósmica. O que você acha?
Tantos e quantos estão se separando, se encontrando, sobrevivendo ou morrendo... para que nasça o novo e o verdadeiro?
A briga parece feia, mas depende do ponto de vista de quem a vê. Quando subjugados na insustentável condição humana, somos reféns de um astral coletivo, orfão de estrelas...
Porém, se enxergarmos a partir de uma visão holográfica e holística, poderemos ascender e transcender as aparências.
Sabemos que as aparências enganam até quando tornam-se a mais pura realidade. Firmam-se na crença irredutível da matéria, do inconsciente que sofre por antecipação, do tilintar dos portais frente ao medo da travessia.
A travessia? É movimento, o soltar das amarras, o tatear a nova face... É o agora, em que a vida brota por todos os lados e viceja!
E quando nessa madrugada, a Lua se veste com a pele do Touro, quer acolhimento e passa a dar forma aos sonhares e pensares.
Ela quer segurança, praticidade e validação.
Deita-se qual lenha corpando os desejos da alma na terra, para que o ágil carneiro, no caminho do sol de cada um, percorra as colinas dos sonhos tocando seus limites e texturas.
O beijo do Divino concorda. E não condena o Céu de ninguém.

CÉU DE ABRIL/2014: O SALTO QUÂNTICO



Estamos todos vendo nos noticiários locais e internacionais, as grandes transformações que estão sacudindo o mundo inteiro.
Também a nossa vida pessoal está passando por mudanças repentinas e surpreendentes.
Sentimos no âmbito coletivo e individual, um súbito processo que emerge em espiral e não oferece nenhuma garantia de sobrevivência. Pois que tudo o que não era de verdade está ruindo, e o que está por vir, depende muito mais da gente do que a gente pressente.
A roda da vida está girando de forma alucinada e impetuosa!
Quem estará no comando?
É exatamente a resposta para essa pergunta que vai determinar a oportunidade do salto quântico, que é passível de acontecer, como consequência de uma configuração planetária tão tensa!
É hora de encarar o que antes teimava em permanecer oculto e se lançar ao novo, ao desconhecido e incomensurável conhecimento de si.
É depois da tempestade que vem a bonança. Somente no auge da tensão é que se atinge o climax. E o Sol nasce apenas ao romper da aurora.
De fora pra dentro, de dentro pra fora, a dança da vida vem acelerando o passo e nos convidando à conexão com o que realmente importa.
Conecte-se com o seu próprio impulso de vida, a Fonte de seu ser e a força do Amor que lhe trouxe à essa existência para vencer o medo! (o caminho do herói - Sol, Lua e Urano em Áries)
Valorize a família (Júpiter em Câncer), reconheça quem compartilha da luta da vida com você (Marte em Libra) e saiba diferenciar os verdadeiros dos falsos amigos (Vênus em Aquário).
Tenha confiança de que elevando os níveis vibratórios de sua consciência, você poderá vislumbrar a paz, ainda que tudo desmorone à sua volta. Ainda que nos palcos da vida encenem-se tragédias e ilusões.
Num momento de tal tensão, como o que estamos vivendo, caberá a cada individualidade a descoberta de sua própria responsabilidade nessa trajetória. (Saturno em Escorpião)
Se fará necessária a meditação contínua e constante que lhe traga tranquilidade e não comiseração (Netuno em Peixes). O empoderamento e a coragem, (Urano em Áries), para estirpar de seu universo particular, (Plutão em Capricórnio), todos os pensamentos, sentimentos e negatividades, que não estão contribuindo para a ascenção de sua consciência a novos e mais elevados níveis vibratórios.(o despertar do Sol-Alma)
Vibre Amor a tudo e a todos! Se houver confiança, fé e
entrega sincera do leme de sua vida ao Criador, até durante momentos que podem ser bem angustiantes, essa cruz cardinal de tamanha tensão há de gerar o maior dos orgasmos...
O insight da vida maior!
E o alívio de que isso também passará...























Lua em Virgem/Netuno em Peixes - o detalhe e o todo


A Lua em Virgem é detalhista, crítica, terrena, vulnerável. 
Netuno em Peixes é imaterial, espiritual, universal, celestial... 
E você quem é? 
Você é um detalhe que faz toda a diferença no todo.
Um detalhe que acrescenta ao todo uma forma única e individualizada.
Qual é a sua graça?
Sabe o detalhe do cabelo que emoldura o rosto, o desenho da sombrancelha ou aquela pinta especial...pois é, você é a coisinha fofa do papai do céu! rsrs
Um detalhe inseparável do todo, no mesmo instante em que se dá conta desse detalhe.
E mesmo se não.
- Você é essencial para compor o corpo do Universo -
Virgem também é o signo do serviço, do cotidiano. Em Peixes, seu signo oposto complementar, aprende a servir, espiritualizar a vida na matéria.
Ouvir na alma do ser/estar comum, o pulsar de estrelas e de todo o espaço sideral.
Hoje, quando a Lua se põe a serviço em Virgem, não se envolva em críticas e julgamentos.
Selecione um detalhe pra iluminar o dia de alguém.
Um sorriso, uma palavra gentil, uma sintonia.
No insight de um detalhe...a gente ganha todo o dia!

A ostra e a pérola


O relacionamento amoroso continua em pauta, eletrizando as mentes com os ares libertários de Mercúrio e Vênus, recém-chegados à Aquário.
Marte iniciou seu movimento retrógrado em Libra e colocou nos pratos da balança, os prós e contras dos relacionamentos afetivos.
Incita ainda, o poder de decisão e de renovação no dar e receber.
O carnaval passou e a folia escondeu algumas lágrimas e verteu outras.
A sabedoria do corpo vem sinalizando uma liberdade, que clama pela responsabilidade que lhe corresponde.
Quem quer novos ares e leveza no amor, deve primeiro libertar-se do peso das cobranças e expectativas desmedidas.
Rasgar a fantasia do auto-engano, que cega, que traz sofrimento, e enxergar a realidade dos fatos que está sempre nos dois lados que equilibram uma gangorra.
A Lua em Gêmeos quer descontração e finge que não se aflige. Mas eis que Quiron encosta sua ferida acesa no Sol Pisciano.
Toda ferida que vaza, arde ou purga no meu bem, também vaza, arde e purga em mim.
Pois o que se passa com quem me espelha não pode deixar de me afetar.
É preciso refletir sobre a vantagem que se crê obter ao apegar-se a uma dor irracional, incrustada no subconsciente.
Se dar conta de que essa dor é a pérola que aguarda silenciosa o momento de ser colhida. Ela se dói para chamar a sua atenção. Sinaliza o escuro e a emergência de vir à luz.
Assim como o impulsionar incessante de partículas, é invisível aos olhos da matéria, a visão repentina da solução de um problema, pode acontecer em meditação.
Com a mente vazia, podemos perceber com clareza, tanto o que se passa dentro da gente, quanto ampliar a percepção do que nos impede de compreender o outro.
Porque a alma sabe enxergar a chama do amor que arde em seu interior.
E é só com esse olhar que pode reconhecer o amor que vive dentro do outro.




QUANDO TUDO É PEIXES NO PAÍS DAS MARAVILHAS...

Sol, Lua, Netuno e Quiron em Peixes... 
A Lua nova iniciou seu ciclo essa manhã, sob as bençãos harmonizadoras do elemento água. 
Envolta no manto azul da imaginação criativa, inspira sonhares que ousam promover recursos curativos à tão atribulada condição humana. 
Delírios sensoriais e muita oração, tocam a pele do Céu que derrama alguma chuva, compassivo. 
Porém, sem foco e firmeza, pouco há de se fazer para salvaguardar a humanidade. 
É Carnaval no País das Maravilhas: o baile de máscaras acaba na quarta, mas dependendo da ressaca, continuaremos ainda sem saber quem é quem.
Enquanto o povo samba, o “supremo tribunal brasileiro” resolve pela absolvição do crime dos mensaleiros, que receberam nota 10 no quesito Fantasia.
ACORDA BRASIL!!! Esse ano tem eleição!

Quiron – você sabe onde ele está no seu mapa?


Todo mundo tem um lado capenga. Uma espécie de inadequação e insegurança ao constatar que não é uma pessoa “normal” - seja lá o que isso queira dizer.
Todo mundo tem uma parte recôndita ou explícita que não se encaixa, foge do padrão ou reluta em mostrar-se publicamente.
Todo mundo se sente sozinho, às vezes, sem saber como fazer-se companhia. Deitar no próprio ombro, abraçar a própria sombra.
E assim, ao habitar no raso de si mesmo, percebe o vazio que está ali, mas o vê como se fosse um grande buraco, onde não se deve imergir. Decide que mais vale viver na superfície do que se deixar engolir...
E então foge daquele “desconhecido” através de toda espécie de vício ou artifício: mídia, álcool, comida, compras, etc.
Qualquer droga com a qual possa anestesiar a dor de viver.
Acontece que o crescimento é uma lei natural da existência.
E por ser cada qual um universo multifacetado, sol e sal, névoa e nervo, hormônio e alma à flor da pele... a arte dos encontros acontece.
A gente vai se espreitando, se chocando, se debatendo, convivendo, se espelhando e se misturando da forma mais humana.
E descobre que todo mundo está em carne viva por dentro.
Do mesmo jeito que a gente está.
Percebe que todo ser individual é criativo, paralelo e marginal.
Mas que ainda que a individualidade o torne único, e que isso seja maravilhoso e salutar, a alma do mundo é um espaço habitado por todos.
Ao se conectar com a vida unicamente através de seus cinco sentidos, a pessoa não se dá conta da hipervalorização que outorga às próprias crenças, a ponto de esquecer-se de sua essência, só pra confrontar a crença alheia.
Não percebe como se torna inflexível em relação a quem não pertence a sua tribo. E que essa postura acaba por afastá-lo do ideal de pertencimento ansiado por sua fonte do ser.
É preciso atentar para o fato de que vivemos simultâneamente em duas dimensões: a humana, através da personalidade e das lutas de autoafirmação do ego. E a dimensão espiritual, onde vive a alma e os mais nobres anseios do coração.
Esta dimensão permanece oculta e é frequentemente negligenciada por muitos. Não raro é desconhecida do ego, que por ser o guardião da personalidade, atua na inconsciência dessa dimensão invisível do ser.
Onde você tem Quiron no mapa, por signo e casa, vai delinear o seu lado coxo, sua ferida acesa e seu dom de cura, através do qual você pode contribuir para curar a dor do mundo.
E, pasme, esse talento especial, via de regra, revela-se com maestria ao brotar daquilo que se acreditava na infância ser deficiente ou deficitário em si.
É o que você vai ensinar ao outro, melhor do que ninguém! É por onde sua alma flui, célere, ainda que aprisionada num corpo doente ou ferido.
Isso não é um desafio e sim um dom natural, uma missão de amor
onde, muitas vezes, a auto-sabotagem lhe deixa à margem do caminho verdadeiro de sua vida.
Às vezes, essa inteligência intuitiva que se manifesta para curar, ensinar e acolher, aparece muito cedo na vida. Outras vezes não.
A medida que a pessoa vem aprendendo a se aceitar e a se amar, o dom revelado por Quiron floresce e se oferece de bom grado.
E esse ser híbrido, meio esquisito, para de mancar e de dar cabeçadas na vida.
Não carrega mais o peso do mundo nas costas.
Agora a humanidade inteira cabe dentro de si.


Mercúrio retrógrado em Aquário. Urano em tensão com Plutão e a Lua Cheia em Leão – que assim seja!


Num momento em que buscamos responder à perguntas solares, tais como: Quem sou eu? Qual é o meu lugar no mundo? Como ouvir a minha voz interior? Tenho sintonia com quais crenças que circulam no astral? Preciso de algum dogma ou ritual para meditar? Como elevar a minha consciência para tocar dentro e fora a Consciência Criativa Divina? 
Penso em todas as pessoas e em sua busca por um caminho de 
expressão de seus talentos, de seu coração, sua forma pessoal de conexão com a espiritualidade maior...
Hoje a lua no Céu é Leão e ela se opõe a minha lua natal aquariana. Deixo-me levar por um impulso de liberdade e questiono aqui e agora, todos os rótulos e imagens que tentam através da limitada consciência humana e seus 5 sentidos, abarcar o Divino. 
Veja bem, não é um impulso de quebra ou de revolta. É um sentimento. Compartilho com quem gosta de me ler por ver autenticidade nos meus textos. 
Penso que o Criador do Universo e de toda a vida, não tem forma física nem paixões, como encontra-se em abundância no velho testamento. E, assim sendo, não precisa que O busquemos necessariamente através de dogmas, rituais, mantras, gestos... (ver Cartas de Cristo 1 a 9). 
Quem precisa de cenários e imaginações são as pessoas... ainda que mestres humanos possam estar imbuídos das melhores intenções. 
Asseguro que respeito e nutro sincera aceitação da escolha de cada um. E venho desfrutar do direito de ser cidadã do mundo, livre para experienciar e ser o que bem quiser. 
Quem me conhece sabe que coloco o coração em toda proposta que aceito vivenciar como instrumento na conexão com o Divino.    
Assim é a leitura autônoma que faço das estrelas, a interpretação de mapas natais, os movimentos que brotam do âmago, na astrologia sistêmica e nas canções que componho e canto. 
Assim foi em todas as vezes em que me entreguei, completamente  afinada, às medicinas da floresta como o chá Ayahuaska e o Rapé. 
Agradeço com o coração caloroso tudo o que recebi, seja um hino, uma chamada, canções, correções, insights... e principalmente o reencontro com amigos queridos que em tempo presente, me aceitam como sou e me honram por fazer parte da minha trajetória.
Anuncio que decidi, para mim mesma e no Espaço Xamar, por força de convicção e sussurros de minha alma, a não ingerir mais essas substâncias, ainda que sejam sagradas e servidas com o propósito de facilitar a conexão com a espiritualidade.
A partir de 2014, bebo água! 

Lua borboleta, Vênus direta, Urano incendiário


A Lua quando é nova é invisível aos olhos. Abraçada ao Sol e entregue à vontade da mais alta inspiração, está pronta para ingressar na Lunação Aquariana.
Oculta de olhares e pensares humanos, sua face é um segredo e nem mesmo as janelas da alma, podem tocá-la no firmamento. Somente a Consciência Divina Universal, que cria e recria os ciclos da vida, há de tornar a Lua visível. E enquanto ela for crescendo e recriando seus humores, desenhará o próximo mês, sob os auspícios do Aguadeiro.
Gestos e sussurros de liberdade, igualdade e fraternidade, já são entoados pela oitava superior de Aquário. Nos Céus, o convite, para que alcemos o voo de gratidão, dando como certas as possibilidades de que algo novo vai ancorar em nossas vidas.
“Onde não há resistência, não há dano”!
E como tudo é novo de novo, a Vênus retoma seu movimento direto, sai de um certo estado de rendição ao destino e passa a interferir diretamente nos caminhos e descaminhos construídos com os nossos passos. Vemos com maior clareza onde fomos mais amor e onde fomos desencontro e avesso do que teria sido...
Agora, mais atentos, sejamos cada qual o canal que dará passagem ao divino, para que se sustente em nós, um tempo onde possa caber o amor universal.
Para tanto, é preciso permitir que o passado passe e que o gestar do novo brote do âmago dos anseios benfazejos do ego que trabalha a favor da alma.
Os tempos estão propícios para aprender a viver em duas dimensões: na consciência terrena e na percepção da consciência espiritual.
O futuro é germinado na Lua Nova e é invisível aos olhos. No fundo sabemos que é a gente mesmo que escolhe como ele vai ser. Somos co-criadores e responsáveis pela nossa vida a cada presente momento, início, meio e fim.

Terá tudo a ver, refletir nos resultados visíveis, coletivos e individuais das formas-pensamento e formas-sentimentos emanadas e materializadas pelo poder criativo atuante em cada ser. Observar os efeitos visíveis a olho nú! Porém, sempre temos a chance, o poder e a dádiva de mudar a visão do que nos desagrada, mudando as velhas crenças e permitindo que velhas feridas cicatrizem, enfim! Podemos ser visionários das estrelas...pulsando com elas e elevando a pequena luz individual para incomensuráveis níveis vibratórios. Onde há consciência, há vida! Quem for um ser vivente, pensante e sobretudo consciente, que faça por si e por todos, a pequena parte que por amor, lhe cabe.

Pega leve...


O Sol está em Aquário e seu regente, Urano, em Áries, o que sugere uma excitação de raiz que assinala a emergência e o ímpeto de todos os inícios. Os planos para o ano novinho em folha, martelam tanto na base da espinha, quanto no topo da cabeça. Racionalizam-se emoções que possam viabilizar a concretização de projetos colocados como prioridade no topo do mundo. Do mundo finito do alto de seu nariz.
Isso porque a serpente sobe, elétrica e inspirada pelo chacra básico e é retida no corpo pelo stellium terreno da Lua, Vênus e Plutão em Capricórnio. No frigir dos ovos, esse trio quer mais é saber de estratégia, independente de Saturno estar de trono trocado com Plutão, em combinação inequívoca de transmutação na matéria.
E agora? A batalha em prol do novo através da quebra de paradigmas do passado já está em andamento, e o ego pensa sempre e primeiro em si mesmo. Claro, essa é a função do ego! No dia 30/01 a Lua já será Aquário e será mais fácil olhar para Mercúrio nesse signo e brotar outras alternativas de palavras, gestos e ações inovadoras, que contribuam para que a individualidade criativa encontre o seu lugar, sem passar rasteira em ninguém e levando em consideração a verdade e direito do outro.
Só não vale se rebelar e querer transgredir as regras do jogo. Qual jogo? O da contínua observação e paciência, pois que para além das pernas dos jogadores, reina a bola.

E ela tão cheia de si, é de todos...     

A hora e a vez do Feminino Sagrado


Nascerá do Céu, pelas entranhas da Terra, o feminino sagrado, no homem e na mulher”.

Vênus/Plutão em Capricórnio/ Lua/Saturno em Escorpião
Resgatar da fogueira a graça da feiticeira.
Arder na água do fogo as velhas crenças que perpetuam a roda do sofrimento.
Honrar o dom da vida. A voz do coração. O milagre que transborda de toda a Criação.
O espelho da mente reflete o ego e promove a separação.
O espelho da alma faz florescer o igual. E celebra a união.
Continua o foco na responsabilidade dos relacionamentos.

Ainda há tempo de curar a Terra
Beijar o fel que a fizemos derramar
Verter estrelas em seu ventre fustigado
Soltar de suas carnes o umbigo magoado
Ainda há tempo de lamber feridas
Purgar o pus que vaza de memórias
Despertar do sono longo de omissão
Fazer do corpo a dança e a oração
Ainda há tempo de ascender a própria chama
Trazer dos Céus a Paz, ser um céu pra luz entrar...
No cósmico e no erótico
Parir a alma do imundo
Do mais profundo fundo
Ser o amor no mundo

Somos todos da Era de Aquário

Daqui a pouco, na hora da Cinderela, o Sol entra no signo do Aguadeiro, veste asas de vento, jorra a água da vida e corre célere, metálico, rompendo os Céus com o sopro ardente da liberdade.
Os Planetas Regentes de Áquário estão dominando águas profundas e fogo emergente: Saturno em Escorpião e Urano em Áries.
E o que se dará em nossas vidas, quando os ares da mudança se fizerem presentes, proféticos e urgentes?  Haverá mais amor?  Depende de quem estiver no leme do seu barco...
Estamos navegando por mares nunca dantes navegados. E o mais surpreendente é que existe um redemoinho girando pra dentro e trazendo à tona o que reluz no cardíaco: ora luz, ora ouro...ora medo, ora amor.
Por estarmos juntos no mesmo barco, esse caminho de transformação do falso em verdadeiro, do superficial para o essencial, ganha força quando acontece de forma solidária e em união com pessoas afinadas com o mesmo ideal.
Na nova era que inauguramos, a Cinderela não haverá de fugir para ocultar sua suposta inadequação. Antes saberá desnudar-se dos sofrimentos impostos pela crença de que não consegue ver o que é invisível aos olhos.
O Céu tem nos transformado a todos em clarividentes confessos:
Vemos, sim! Sabemos que devemos mudar para libertar o coração das mentiras da mente.
Basta confiar em si. Mergulhar de braço dado com os amigos do coração e saber que ninguém está sozinho.
Na escala superior de Aquário, o essencial coloca o ego individual à serviço da alma coletiva. 
No refinar dos elementos, a Alquimia.
No despertar da intenção, o Propósito.




Pensar a Astrologia com o coração

As Hierarquias do Universo ficam gravadas em nossa alma durante toda a trajetória em que o espírito vive uma experiência humana. 
Elas são simbolizadas pelos planetas nos signos, visíveis no mapa de nascimento.
Esses Arquétipos, nos signos, casas e aspectos que fazem entre si, indicam os dons que nos acompanham e que devem adquirir consciência nessa encarnação. Eles nos habitam desde as esferas superiores até a ilusória densidade da matéria.
Mensageiros celestes de energia pulsante, impregnam nosso DNA psico/físico/espiritual espelhando o Macrocosmos no milagre da vida corpórea.
Somos infinitos e semelhantes ao firmamento...somos luzes e brilha através de cada um de nós, a promessa de vida plena!
O caminho em que somos conduzidos (se permitirmos), é o da ascensão pelo auto conhecimento, reconhecimento e fidelidade ao nosso verdadeiro ser.
Os sinalizadores desse  caminho, percorrem conosco os passos da existência como uma segunda pele, mais ou menos sensível, de acordo com o olhar singular de cada um.
São 4 os elementos: água, terra, fogo e ar que conspiram por nossa vitória e marcam em carne viva na memória, os passos dessa jornada, durante todo o poético e incessante movimento na roda da vida.
Sintonizar com esses anjos guardiões da existência humana de forma reverente e além do plano puramente mental, é oferecer um campo fértil e de propósito, para que trabalhem no despertar de nossa consciência.
Acordar para as experiências que abriram feridas, promovem curas e foram implantadas por nós mesmos na trajetória coletiva e individual. 
Acordar para a aceitação de tudo ser como é, independente de nosso alcance racional. E, sim, fazer a parte que cabe, a mim e à você, para transformar o que pode ser transformado. 
Compreenda as razões de ser como é, de estar florescendo, dando frutos, esperando...
A Presença no Tempo é estar no Sol de seu coração!
Refinar as lições e estar à serviço da vida com alegria!
Saber-se completo ainda que imperfeito, pois que é perfeito o plano da Criação para cada um de nós.

Harmonia no ar!

O sábado começou com a entrada da Lua em Gêmeos regendo um tom volúvel e versátil para o final de semana. Sentimentos mutáveis que criam asas e ligações aéreas na busca por compreensões intelectuais. São como borboletas que dançam no mundo das ideias e dos pensamentos, mas que são difíceis de capturar.
Mercúrio está entrando em Aquário essa noite e deve permanecer no signo do aguadeiro até o último dia do mês de janeiro.
O significador da Lua e Mercúrio se harmonizando em signos de ar, (gêmeos e aquário), inspira a equilibrar os nossos padrões emocionais e mentais mantendo um fluxo contínuo e limpo de recepção das mensagens celestes.
Pratique a respiração consciente e se beneficie da tranquilidade que a intenção inteligente sobre o ar traz.
Assim como as nuvens mudam de forma e lugar pelo impulso do ar(mente), também a forma de pensar interfere no que criamos para nós mesmos e para os outros.
Com a mente vazia, crie um canal de sintonia com o “Deus de dentro” e o “do Alto” e se comunique com confiança e humildade com os Céus de você.
É emergente direcionar seus desejos e pedidos para os canais da espiritualidade e não para os canais do ego!
Assuma de uma vez por todas a responsabilidade por tudo o que você atrai à sua vida e à vida coletiva, com o poder de seus pensamentos, ideias e emoções!
Os pensamentos “voam” pelo ar e se transformam em experiências “sólidas”, podendo se manifestar em nossa vida como doença e sofrimento ou como paz, abundância e alegria.
Pegue essa onda favorável de ar desse final de semana e plasme uma vida de confiança e verdade!
Quando a Lua for cheia em Câncer, esse sopro de harmonia entre ela e o Mensageiro da alma se desfaz...
Tudo bem, todo dia é dia de pegar no tranco. E nós vamos que vamos! A Lua está sempre grávida de possibilidades e o Céu grávido de Criação...



O útero do mundo está do avesso


Hoje é dia de Reis e dia do Astrólogo. É o anunciar de estrelas... é o seguir da Estrela mais brilhante! 
Nasce a percepção da vida divina em um novo degrau de consciência planetária!
Júpiter, regente do ano, dos visionários e idealistas, permanece retrógrado em Câncer, enquanto as tensões entre Planetas guerreiros, apertam o cerco das pressões mundiais e pessoais, balançando as estruturas do sistema.
Observam-se rachaduras nas estruturas institucionais, como mostra o  stellium do Sol, Vênus, Mercúrio e Plutão em Capricórnio em oposição ao Júpiter uterino. Ambos os lados, têm de lidar com a quadratura que recebem de Urano em Áries.
Nem as montanhas de prudência e determinação caprinas, Marte em Libra tentando harmonizar, ou essa Lua em Peixes toda etérea, poderão evitar as colisões entre as mensagens do Céu e as mentiras do ego humano. Ainda bem!
Em nós a decisão entre o explodir ou o implodir do universo intrapsíquico no arsenal de raios e estrelas que nos habitam.
O útero da vida está do avesso! Escancara sem delicadezas, a criança humana que se debate entre a busca de liberdade e abundância, e a pseudo segurança de uma fé que se professa por inércia...
É tempo de soltar as unhas da ilusória zona de conforto!
A Terra é mãe. E o amor de mãe nos resgata do útero da vida para sermos com ela, um só corpo. 
Depois, em movimentos expulsivos, nos impulsiona a corpar o sentido da própria existência, voluntária e involuntariamente. 
Espreme em suas entranhas nosso cérebro, porque as dúvidas existenciais devem emergir e encontrar suas respostas.
Tudo começa na iniciação em si. 
No âmago e na coragem do inadiável parto. 

Mensagem de Júpiter - Regente do ano 2014

De todas as vozes que cantam, ouça o canto do seu coração, para manter viva a chama, da voz que lhe traz liberdade de ação.
E nas casas do caminho afinadas com a sua intenção, sempre peça permissão para adentrar em seus mistérios e elevar o coração. Com a sua chama acesa, não se perca em multidão de crenças e fantasias que envolvem em bruma a melhor direção. 
Ao Senhor Deus do Universo, entregue a alma em devoção.
Pai/Mãe que sustenta o espírito de tudo o que existe na Criação.
Em toda diversidade, disparidade, juízo, opinião, mantenha a mente alerta, pois que é sua a escolha no próprio equilíbrio razão/emoção.
E quando a gotícula que és torna-se oceano no tempo do agora e sem dimensão, encontre no ser criativo o estado de amor onde somos todos irmãos.