Lua borboleta, Vênus direta, Urano incendiário


A Lua quando é nova é invisível aos olhos. Abraçada ao Sol e entregue à vontade da mais alta inspiração, está pronta para ingressar na Lunação Aquariana.
Oculta de olhares e pensares humanos, sua face é um segredo e nem mesmo as janelas da alma, podem tocá-la no firmamento. Somente a Consciência Divina Universal, que cria e recria os ciclos da vida, há de tornar a Lua visível. E enquanto ela for crescendo e recriando seus humores, desenhará o próximo mês, sob os auspícios do Aguadeiro.
Gestos e sussurros de liberdade, igualdade e fraternidade, já são entoados pela oitava superior de Aquário. Nos Céus, o convite, para que alcemos o voo de gratidão, dando como certas as possibilidades de que algo novo vai ancorar em nossas vidas.
“Onde não há resistência, não há dano”!
E como tudo é novo de novo, a Vênus retoma seu movimento direto, sai de um certo estado de rendição ao destino e passa a interferir diretamente nos caminhos e descaminhos construídos com os nossos passos. Vemos com maior clareza onde fomos mais amor e onde fomos desencontro e avesso do que teria sido...
Agora, mais atentos, sejamos cada qual o canal que dará passagem ao divino, para que se sustente em nós, um tempo onde possa caber o amor universal.
Para tanto, é preciso permitir que o passado passe e que o gestar do novo brote do âmago dos anseios benfazejos do ego que trabalha a favor da alma.
Os tempos estão propícios para aprender a viver em duas dimensões: na consciência terrena e na percepção da consciência espiritual.
O futuro é germinado na Lua Nova e é invisível aos olhos. No fundo sabemos que é a gente mesmo que escolhe como ele vai ser. Somos co-criadores e responsáveis pela nossa vida a cada presente momento, início, meio e fim.

Terá tudo a ver, refletir nos resultados visíveis, coletivos e individuais das formas-pensamento e formas-sentimentos emanadas e materializadas pelo poder criativo atuante em cada ser. Observar os efeitos visíveis a olho nú! Porém, sempre temos a chance, o poder e a dádiva de mudar a visão do que nos desagrada, mudando as velhas crenças e permitindo que velhas feridas cicatrizem, enfim! Podemos ser visionários das estrelas...pulsando com elas e elevando a pequena luz individual para incomensuráveis níveis vibratórios. Onde há consciência, há vida! Quem for um ser vivente, pensante e sobretudo consciente, que faça por si e por todos, a pequena parte que por amor, lhe cabe.

Pega leve...


O Sol está em Aquário e seu regente, Urano, em Áries, o que sugere uma excitação de raiz que assinala a emergência e o ímpeto de todos os inícios. Os planos para o ano novinho em folha, martelam tanto na base da espinha, quanto no topo da cabeça. Racionalizam-se emoções que possam viabilizar a concretização de projetos colocados como prioridade no topo do mundo. Do mundo finito do alto de seu nariz.
Isso porque a serpente sobe, elétrica e inspirada pelo chacra básico e é retida no corpo pelo stellium terreno da Lua, Vênus e Plutão em Capricórnio. No frigir dos ovos, esse trio quer mais é saber de estratégia, independente de Saturno estar de trono trocado com Plutão, em combinação inequívoca de transmutação na matéria.
E agora? A batalha em prol do novo através da quebra de paradigmas do passado já está em andamento, e o ego pensa sempre e primeiro em si mesmo. Claro, essa é a função do ego! No dia 30/01 a Lua já será Aquário e será mais fácil olhar para Mercúrio nesse signo e brotar outras alternativas de palavras, gestos e ações inovadoras, que contribuam para que a individualidade criativa encontre o seu lugar, sem passar rasteira em ninguém e levando em consideração a verdade e direito do outro.
Só não vale se rebelar e querer transgredir as regras do jogo. Qual jogo? O da contínua observação e paciência, pois que para além das pernas dos jogadores, reina a bola.

E ela tão cheia de si, é de todos...     

A hora e a vez do Feminino Sagrado


Nascerá do Céu, pelas entranhas da Terra, o feminino sagrado, no homem e na mulher”.

Vênus/Plutão em Capricórnio/ Lua/Saturno em Escorpião
Resgatar da fogueira a graça da feiticeira.
Arder na água do fogo as velhas crenças que perpetuam a roda do sofrimento.
Honrar o dom da vida. A voz do coração. O milagre que transborda de toda a Criação.
O espelho da mente reflete o ego e promove a separação.
O espelho da alma faz florescer o igual. E celebra a união.
Continua o foco na responsabilidade dos relacionamentos.

Ainda há tempo de curar a Terra
Beijar o fel que a fizemos derramar
Verter estrelas em seu ventre fustigado
Soltar de suas carnes o umbigo magoado
Ainda há tempo de lamber feridas
Purgar o pus que vaza de memórias
Despertar do sono longo de omissão
Fazer do corpo a dança e a oração
Ainda há tempo de ascender a própria chama
Trazer dos Céus a Paz, ser um céu pra luz entrar...
No cósmico e no erótico
Parir a alma do imundo
Do mais profundo fundo
Ser o amor no mundo

Somos todos da Era de Aquário

Daqui a pouco, na hora da Cinderela, o Sol entra no signo do Aguadeiro, veste asas de vento, jorra a água da vida e corre célere, metálico, rompendo os Céus com o sopro ardente da liberdade.
Os Planetas Regentes de Áquário estão dominando águas profundas e fogo emergente: Saturno em Escorpião e Urano em Áries.
E o que se dará em nossas vidas, quando os ares da mudança se fizerem presentes, proféticos e urgentes?  Haverá mais amor?  Depende de quem estiver no leme do seu barco...
Estamos navegando por mares nunca dantes navegados. E o mais surpreendente é que existe um redemoinho girando pra dentro e trazendo à tona o que reluz no cardíaco: ora luz, ora ouro...ora medo, ora amor.
Por estarmos juntos no mesmo barco, esse caminho de transformação do falso em verdadeiro, do superficial para o essencial, ganha força quando acontece de forma solidária e em união com pessoas afinadas com o mesmo ideal.
Na nova era que inauguramos, a Cinderela não haverá de fugir para ocultar sua suposta inadequação. Antes saberá desnudar-se dos sofrimentos impostos pela crença de que não consegue ver o que é invisível aos olhos.
O Céu tem nos transformado a todos em clarividentes confessos:
Vemos, sim! Sabemos que devemos mudar para libertar o coração das mentiras da mente.
Basta confiar em si. Mergulhar de braço dado com os amigos do coração e saber que ninguém está sozinho.
Na escala superior de Aquário, o essencial coloca o ego individual à serviço da alma coletiva. 
No refinar dos elementos, a Alquimia.
No despertar da intenção, o Propósito.




Pensar a Astrologia com o coração

As Hierarquias do Universo ficam gravadas em nossa alma durante toda a trajetória em que o espírito vive uma experiência humana. 
Elas são simbolizadas pelos planetas nos signos, visíveis no mapa de nascimento.
Esses Arquétipos, nos signos, casas e aspectos que fazem entre si, indicam os dons que nos acompanham e que devem adquirir consciência nessa encarnação. Eles nos habitam desde as esferas superiores até a ilusória densidade da matéria.
Mensageiros celestes de energia pulsante, impregnam nosso DNA psico/físico/espiritual espelhando o Macrocosmos no milagre da vida corpórea.
Somos infinitos e semelhantes ao firmamento...somos luzes e brilha através de cada um de nós, a promessa de vida plena!
O caminho em que somos conduzidos (se permitirmos), é o da ascensão pelo auto conhecimento, reconhecimento e fidelidade ao nosso verdadeiro ser.
Os sinalizadores desse  caminho, percorrem conosco os passos da existência como uma segunda pele, mais ou menos sensível, de acordo com o olhar singular de cada um.
São 4 os elementos: água, terra, fogo e ar que conspiram por nossa vitória e marcam em carne viva na memória, os passos dessa jornada, durante todo o poético e incessante movimento na roda da vida.
Sintonizar com esses anjos guardiões da existência humana de forma reverente e além do plano puramente mental, é oferecer um campo fértil e de propósito, para que trabalhem no despertar de nossa consciência.
Acordar para as experiências que abriram feridas, promovem curas e foram implantadas por nós mesmos na trajetória coletiva e individual. 
Acordar para a aceitação de tudo ser como é, independente de nosso alcance racional. E, sim, fazer a parte que cabe, a mim e à você, para transformar o que pode ser transformado. 
Compreenda as razões de ser como é, de estar florescendo, dando frutos, esperando...
A Presença no Tempo é estar no Sol de seu coração!
Refinar as lições e estar à serviço da vida com alegria!
Saber-se completo ainda que imperfeito, pois que é perfeito o plano da Criação para cada um de nós.

Harmonia no ar!

O sábado começou com a entrada da Lua em Gêmeos regendo um tom volúvel e versátil para o final de semana. Sentimentos mutáveis que criam asas e ligações aéreas na busca por compreensões intelectuais. São como borboletas que dançam no mundo das ideias e dos pensamentos, mas que são difíceis de capturar.
Mercúrio está entrando em Aquário essa noite e deve permanecer no signo do aguadeiro até o último dia do mês de janeiro.
O significador da Lua e Mercúrio se harmonizando em signos de ar, (gêmeos e aquário), inspira a equilibrar os nossos padrões emocionais e mentais mantendo um fluxo contínuo e limpo de recepção das mensagens celestes.
Pratique a respiração consciente e se beneficie da tranquilidade que a intenção inteligente sobre o ar traz.
Assim como as nuvens mudam de forma e lugar pelo impulso do ar(mente), também a forma de pensar interfere no que criamos para nós mesmos e para os outros.
Com a mente vazia, crie um canal de sintonia com o “Deus de dentro” e o “do Alto” e se comunique com confiança e humildade com os Céus de você.
É emergente direcionar seus desejos e pedidos para os canais da espiritualidade e não para os canais do ego!
Assuma de uma vez por todas a responsabilidade por tudo o que você atrai à sua vida e à vida coletiva, com o poder de seus pensamentos, ideias e emoções!
Os pensamentos “voam” pelo ar e se transformam em experiências “sólidas”, podendo se manifestar em nossa vida como doença e sofrimento ou como paz, abundância e alegria.
Pegue essa onda favorável de ar desse final de semana e plasme uma vida de confiança e verdade!
Quando a Lua for cheia em Câncer, esse sopro de harmonia entre ela e o Mensageiro da alma se desfaz...
Tudo bem, todo dia é dia de pegar no tranco. E nós vamos que vamos! A Lua está sempre grávida de possibilidades e o Céu grávido de Criação...



O útero do mundo está do avesso


Hoje é dia de Reis e dia do Astrólogo. É o anunciar de estrelas... é o seguir da Estrela mais brilhante! 
Nasce a percepção da vida divina em um novo degrau de consciência planetária!
Júpiter, regente do ano, dos visionários e idealistas, permanece retrógrado em Câncer, enquanto as tensões entre Planetas guerreiros, apertam o cerco das pressões mundiais e pessoais, balançando as estruturas do sistema.
Observam-se rachaduras nas estruturas institucionais, como mostra o  stellium do Sol, Vênus, Mercúrio e Plutão em Capricórnio em oposição ao Júpiter uterino. Ambos os lados, têm de lidar com a quadratura que recebem de Urano em Áries.
Nem as montanhas de prudência e determinação caprinas, Marte em Libra tentando harmonizar, ou essa Lua em Peixes toda etérea, poderão evitar as colisões entre as mensagens do Céu e as mentiras do ego humano. Ainda bem!
Em nós a decisão entre o explodir ou o implodir do universo intrapsíquico no arsenal de raios e estrelas que nos habitam.
O útero da vida está do avesso! Escancara sem delicadezas, a criança humana que se debate entre a busca de liberdade e abundância, e a pseudo segurança de uma fé que se professa por inércia...
É tempo de soltar as unhas da ilusória zona de conforto!
A Terra é mãe. E o amor de mãe nos resgata do útero da vida para sermos com ela, um só corpo. 
Depois, em movimentos expulsivos, nos impulsiona a corpar o sentido da própria existência, voluntária e involuntariamente. 
Espreme em suas entranhas nosso cérebro, porque as dúvidas existenciais devem emergir e encontrar suas respostas.
Tudo começa na iniciação em si. 
No âmago e na coragem do inadiável parto. 

Mensagem de Júpiter - Regente do ano 2014

De todas as vozes que cantam, ouça o canto do seu coração, para manter viva a chama, da voz que lhe traz liberdade de ação.
E nas casas do caminho afinadas com a sua intenção, sempre peça permissão para adentrar em seus mistérios e elevar o coração. Com a sua chama acesa, não se perca em multidão de crenças e fantasias que envolvem em bruma a melhor direção. 
Ao Senhor Deus do Universo, entregue a alma em devoção.
Pai/Mãe que sustenta o espírito de tudo o que existe na Criação.
Em toda diversidade, disparidade, juízo, opinião, mantenha a mente alerta, pois que é sua a escolha no próprio equilíbrio razão/emoção.
E quando a gotícula que és torna-se oceano no tempo do agora e sem dimensão, encontre no ser criativo o estado de amor onde somos todos irmãos.