Pensar a Astrologia com o coração

As Hierarquias do Universo ficam gravadas em nossa alma durante toda a trajetória em que o espírito vive uma experiência humana. 
Elas são simbolizadas pelos planetas nos signos, visíveis no mapa de nascimento.
Esses Arquétipos, nos signos, casas e aspectos que fazem entre si, indicam os dons que nos acompanham e que devem adquirir consciência nessa encarnação. Eles nos habitam desde as esferas superiores até a ilusória densidade da matéria.
Mensageiros celestes de energia pulsante, impregnam nosso DNA psico/físico/espiritual espelhando o Macrocosmos no milagre da vida corpórea.
Somos infinitos e semelhantes ao firmamento...somos luzes e brilha através de cada um de nós, a promessa de vida plena!
O caminho em que somos conduzidos (se permitirmos), é o da ascensão pelo auto conhecimento, reconhecimento e fidelidade ao nosso verdadeiro ser.
Os sinalizadores desse  caminho, percorrem conosco os passos da existência como uma segunda pele, mais ou menos sensível, de acordo com o olhar singular de cada um.
São 4 os elementos: água, terra, fogo e ar que conspiram por nossa vitória e marcam em carne viva na memória, os passos dessa jornada, durante todo o poético e incessante movimento na roda da vida.
Sintonizar com esses anjos guardiões da existência humana de forma reverente e além do plano puramente mental, é oferecer um campo fértil e de propósito, para que trabalhem no despertar de nossa consciência.
Acordar para as experiências que abriram feridas, promovem curas e foram implantadas por nós mesmos na trajetória coletiva e individual. 
Acordar para a aceitação de tudo ser como é, independente de nosso alcance racional. E, sim, fazer a parte que cabe, a mim e à você, para transformar o que pode ser transformado. 
Compreenda as razões de ser como é, de estar florescendo, dando frutos, esperando...
A Presença no Tempo é estar no Sol de seu coração!
Refinar as lições e estar à serviço da vida com alegria!
Saber-se completo ainda que imperfeito, pois que é perfeito o plano da Criação para cada um de nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente este artigo: